ABJKDABJKD
Topo
 

O comportamento do estudante de Jeet Kune Do - Postura ética e social

Adriano Dutra
Professor 4º Grau-Mor - ABJKD
Equipe Adriano Dutra de Jeet Kune Do
Representante Oficial - WNG

Todo estudante de Jeet Kune Do, pela ABJKD, precisa cumprir algumas normas de comportamento para se adequar à funcionalidade do método e dos fatores que regem a boa conduta. Precisa aceitar algumas normas para que tudo possa fluir de forma legítima, única e objetiva.

A ABJKD foi estruturada com o objetivo de regulamentar o Jeet Kune Do no Brasil obedecendo regras mundiais. Regras básicas de comportamento e conduta. Pensamos no CONJUNTO e não apenas no INDIVÍDUO. Mas para isso, cada um é instruido a se comportar de forma sensata e coerente com o que se busca: conhecimento.

Treinamos JEET KUNE DO, mas estudamos muito para que o treinamento tenha sentido. A ABJKD conta com professores competentes e devidamente habilitados pra isso. Posso dizer que Jeet Kune Do é mais que arte marcial: é inteligência marcial. Sempre digo isso e tenho minhas razões pra acreditar nisso. Mas esse não é o foco do nosso assunto por agora. Vamos falar de postura ética e social.

Algumas pessoas ainda acreditam que, embora existam conhecedores e propagadores do Jeet Kune Do no mundo todo,  com toda competência necessária para isso, o Jeet Kune Do "morreu" com seu progenitor. Mas essas mesmas pessoas não sabem que Bruce Lee, deixou a seus pupilos a essência, a linha desenvolvedora e inteligente para isso. Bruce teve ao seu lado uma pessoa que o ajudou muito nisso tudo. Alguém que apostou cegamente em sua capacidade quando o mundo todo o criticava. Ele tinha uma pessoa que lutava efetivamente ao seu lado. Dan Inosanto? Não no primeiro momento. Estou falando de Linda Lee - sua esposa. Ela o conhecia como ninguém e sabia de sua capacidade técnica. Como poderia apoiá-lo, se no fundo soubesse que ele era uma fraude? Seria um desgaste psicossomático irrefutável se assim o fosse. Ela mantinha uma postura leal e sincera a cada momento. Bruce passou a ser um mestre dentro do campus da faculdade, mesclando a arte marcial à filosofia.

Foi daí que surgiram seus primeiros "alunos", que eram seus amigos. Ele não cobrava nada de ninguém e nunca o faria para amigos. Começaram a fazer, então, com que Bruce abrisse a sua própria academia, e daí, poderia cobrar de seus alunos para se manter. Eis que em 1963, em paralelo com a faculdade, Bruce abre o "Lee Jun Fan Gung Fu Institute", sua própria academia, passando a dar aulas para seus amigos neste local. Com eles vieram as críticas por parte de outros professores de Kung Fu tradicionalistas. Bruce e Linda sofreram com isso, óbviamente.

Experimente receber uma crítica destrutiva diante daquilo em que mais acredita e que certamente constitui uma verdade conhecida por poucos. Mas esse cara, Bruce, teve um comportamento que o evidenciou: acreditou e mostrou a todos que ele tinha razão. Alguns aceitaram e outros o rejeitaram. Assim é até hoje, como já sabem. Ele precisou mostrar efetivamente como era a linha de raciocínio a esses professores. O que ele fez na ocasião de fato era o que precisava fazer. Acredito que na mente dele tenha passado a seguinte linha de pensamento: "Preciso? Posso? Como?"

A primeira questão, trata-se de uma postura ética, de consciência moral e social. Analisar o momento e entender a razão daquilo estar acontecendo. Saber se de fato precisa tomar uma atitude, independente de qual seja ela. Se por vias de fato for preciso, então vamos para a segunda questão.

Agora estamos diante de uma postura técnica. Algo que você precisa ter de fato em sua mente. Precisa saber se conhece o que é preciso usar no momento e se tem respostas rápidas para o que lhe vier. Lembrando que, por algumas vezes, essas respostas deverão vir antes mesmo da próxima pergunta. E então sabendo-se que realmente pode, temos a questão seguinte.

Agora trata-se de todo o conjunto de fatores que já obtivemos até o momento. Aqui nos deparamos com o fechamento da pirâmide: o planejamento. É preciso realmente "ver" todo o desenrolar, antes mesmo de acontecer, e não estou falando em adivinhar, estou falando em presumir as possibilidades uma vez que tenha planejado. É preciso planejar tudo que precisa ser feito, da maneira exata, de forma clara e com a menor incidência de surpresas. Planejamento. Certamente isso conclui tudo o que precisamos para o que buscamos: êxito!

Esses tópicos elencados norteiam os praticantes legítmos de Jeet Kune Do. Como mencionado anteriormente, Jeet Kune Do não é tão somente uma arte marcial, é inteligência marcial. Um praticante de Jeet Kune Do entende que onde a inteligência é cabível, a força é desnecessária. No entanto, se ainda for o caso, a força será utilizada com o mesmo intelecto.

Uma outra coisa a ser abordada entre os praticantes de Jeet Kune Do é sua indumentária. É prescindível usar o Chi San (uniforme) fora de seu local de treino. Imagine um jogador a caminho do campo, saindo de sua casa usando chuteiras, caneleiras e outros mais até chegar ao local. Não lhe cai bem, pois poderia ser julgado como "indivíduo fora de seu habitat". No entanto, sabemos que uma boa divulgação pode afetar diretamente o tamanho de uma equipe bem como a qualidade visual da mesma. As faixas que usamos na ABJKD são unicamente para uma referência interna, por essa razão, não justifica usá-la em outro ambiente. Em Jeet Kune Do aprecia-se a evolução individual e constante, mas sabemos que o ser humano somente se sente evoluído quando consegue um prêmio ou algo que o destaque. As faixas servem tão somente para isso: referendar uma evolução a qual, na verdade, todos estão destinados. Graduação é consequência e não mérito, e como ela é expressada interessa apenas ao grupo a qual pertence.

Portanto, se sua equipe possui algo que lhe identifique como parte dela, seja prudente em usar. As camisas são sempre uma boa dica para usar onde estiver, pois não agride e nem confunde a visão dos que estão por perto. Faz parte de um contexto cultural aceitável entre nós, ocidentais. Literalmente vista a camisa de sua equipe e entenda que sua postura diz muito o que você é e principalmente quem é você!